0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Visite nosso site

Product was successfully added to your shopping cart.

Rodolfo Amoedo

1857 à 1941

Biografia

O primeiro contato com as artes foi a partir de 1873 no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro, onde foi aluno de Victor Meirelles. Em 1874 ingressou na Academia Imperial de Belas Artes. Em 1878, com 21 anos, após 4 de estudos, competiu e ganhou com Henrique Bernadelli e Antonio Firmino Monteiro o Prêmio Viagem à Europa. Em maio de 1879 seguiu para a Europa se estabelecendo em Paris, onde se matriculou na à‰cole Nationale de Beux - Arts, ficando oito anos na Europa. Também pesquisou sobre as várias técnicas disponíveis como a aquarela, a têmpera a ovo e a encáustica, e sobre vários materiais existentes, como os pigmentos colorantes, diluentes e vernizes, trabalho este que muito lhe valeu para transmisSão a seus discípulos, anos mais tarde, já no Brasil. Durante sua estada, participou, por três vezes, do Salão de Paris: em 1882, em 1883 com os trabalhos Marabá e Último Tamoio, e em 1884, com a tela Partida de Jacó. Em 1888, aos 31 anos, retornou ao Brasil, tornando-se o preferido dos governantes da República. Nesse mesmo ano, foi nomeado professor honorário da academia, tendo realizado sua primeira individual entre nós. Ocupou, na Academia, as cadeiras de Pintura Histórica e Pintura de Paisagens (1889 e 1890), além de lecionar desenho na Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Teve uma carreira de magistério, e transformou a Academia Imperial na antiga Escola Nacional de Belas Artes, onde assumiu uma das cadeiras de Pintura. Destacou-se na execução dos painéis do Palácio Itamarati, Rio de Janeiro (duas telas ornamentais na escadaria), dois painéis no teto da Biblioteca Nacional, dezoito painéis no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, além de painéis no Museu do Ipiranga, SP e Teatro José de Alencar, Fortaleza, CE. Foram seus alunos na Academia Imperial: João Baptista da Costa, Eugênio Latour, João Thimoteo da Costa, Rodolfo e Carlos Chambelland, Armando Viana, Cadmo Fausto, Cândido Portinári, Orlando Teruz, Oswaldo Teixeira e Eliseu Visconti.

Nenhum produto coincide com esta seleção.