(11) 3085-7488
0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Visite nosso acervo

Product was successfully added to your shopping cart.

Joaquim Tenreiro

1906 à 1992

Biografia
Designer, escultor, pintor, gravador e desenhista. Filho e neto de marceneiros, aos dois anos de idade mudou-se para o Brasil com a família, fixando residência em Niterói, Rio de Janeiro. Retornou a Portugal em 1914, onde ajudou o pai a realizar trabalhos em madeira e iniciou aulas de pintura. Voltou a viver no Brasil entre 1925 e 1927. Em 1928, transferiu-se definitivamente para o Rio de Janeiro, passando a freqüentar o curso de desenho do Liceu Literário Português e fez cursos no Liceu de Artes e Ofícios. Em 1931, integrou o Núcleo Bernardelli, grupo criado em oposição ao ensino acadêmico da Escola Nacional de Belas Artes - Enba. Na década de 1940, dedicou-se à pintura de retrato, de paisagem e de natureza-morta. Entre 1933 e 1943, trabalhou como designer de móveis nas empresas Laubissh & Hirth, Leandro Martins e Francisco Gomes. Em 1942, realizou para a residência de Francisco Inácio Peixoto seu primeiro móvel moderno. Em 1943, montou sua primeira oficina, a Langenbach & Tenreiro e, alguns anos depois, inaugurou duas lojas de móveis, primeiro no Rio de Janeiro e, posteriromente, em São Paulo. No final da década de 1960, Joaquim Tenreiro encerrou as atividades na área da concepção e fabricação de móveis para dedicar-se, por mais 20 anos, exclusivamente à s artes plásticas, principalmente à escultura. Em 1965, participou da 8º Bienal Internacional de São Paulo. Em 1969, executou um painel para a Sinagoga Templo Sidon e, em 1974, dois painéis para o auditório do Senai, ambos na Tijuca.

Nenhum produto coincide com esta seleção.