(11) 3085-7488
0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Leilão 11 de Dezembro 2017

Product was successfully added to your shopping cart.

Geraldo de Barros

1923 à 1988

Biografia
Foi um pintor e fotógrafo brasileiro. Além da fotografia e da pintura, sua obra se estende também à gravura, à s artes gráficas e ao desenho industrial. Iniciou sua carreira dedicando-se à pintura de figura e paisagens, mas tornou-se conhecido ao estabelecer vínculos com a arte experimental. Foi um dos pioneiros da fotografia abstrata e do modernismo no Brasil também é considerado um dos mais importantes artistas do movimento concretista brasileiro. Foi fundador e membro de grandes e importantes movimentos e associações artísticas como o Grupo 15, a Galeria Rex, o grupo Ruptura, o grupo FormInform, a cooperativa de produção de móveis Unilabor, a indústria de móveis Hobjeto. Estudou em Paris litografia na Escola Nacional Superior de Belas Artes e gravura no ateliê de Stanley William Hayter, freqüentou a Escola Superior da Forma, em Ulm, Alemanha, na qual estudou artes gráficas com Otl Aicher e conheceu Max Bill, um dos principais teóricos da arte concreta. Em 1952 voltou a São Paulo e ajudou a fundar o Grupo Ruptura, grupo que tinha o intuito de renovar as artes plásticas e também integrou a exposição no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP). O grupo Ruptura foi um dos grandes, se não o maior articulador do Concretismo no Brasil. Ainda neste mesmo ano na preparação da cidade para o 4º centenário, Geraldo tinha consigo um desenho que havia produzido em Paris, cujo título era: uma cidade a conquistar. Com a colaboração de Alexandre Wollner, realizou os cartazes do festival, e conseguiu o primeiro lugar ou o primeiro prêmio nos concursos realizados durante o festival. Durante o ano de 1977, retornou à geometria e aos conceitos da arte concreta relacionando formas no espaço em busca de ritmo, contraponto e harmonia. Voltou ao conceito da seriação, passou a usar a fórmica como suporte, o que lhe permitia reproduzir a obra em grandes quantidades. Aqui Geraldo explora o traço correndo sobre o papel, compàµe figuras e cenas que exploram o uso da luz e sombra, ritmo, criação e movimento.

Nenhum produto coincide com esta seleção.