(11) 3085-7488
0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Leilão 11 de Dezembro 2017

Product was successfully added to your shopping cart.

Frans Krajcberg

Desde 1921

Biografia
Frans Krajcberg nasceu na Polônia. Em 1948, imigrou para o Brasil, fixando residência em São Paulo. Entretanto, já havia estudado engenharia e artes na Universidade de Leningrado e, após a II Guerra Mundial, mudou-se para a Alemanha, para estudar na Academia de Belas Artes de Stuttgart, com Willy Baumeister. Sua primeira grande exposição ocorreu em 1951, quando participou da 1ª Bienal Internacional de São Paulo. Depois, muda-se para o Paraná, onde trabalhou como engenheiro de uma fábrica de papel, porém abandonou o emprego e se isolou na floresta para dedicar-se a pintura. Depois disso, em 1956, foi para o Rio de Janeiro e dividiu ateliê com o escultor Franz Weissmann. De 1958 a 63, alternou residência entre Paris, Ibiza e Rio de Janeiro. Em 1964, fixou seu ateliê em Cata Branca, próximo ao Pico do Itabirito, em Minas Gerais. Nesse espaço, produziu suas primeiras esculturas com troncos de árvores mortas. Viajou seguidas vezes para a Amazônia e para o Pantanal Mato-Grossense, fotografou e documentou os desmatamentos, recolheu materiais para suas obras, como raízes e troncos calcinados. Em 1978, durante viagem pelo Rio Negro, criou com Pierre Restany e Sepp Baendereck o Manifesto do Naturalismo Integral ou Manifesto do Rio Negro. Últimas mostras: Rio de Janeiro RJ - Nas Trilhas da Grande Màe: novas imagens da vida e da morte, na Casa França-Brasil/ Curitiba PR - A Revolta, no Museu Metropolitano de Arte e no Jardim Botânico (1995)/ Paris (França) - Moment d’Ailleurs: photographies de Frans Krajcberg, no Parc de la Villete (1996)/ Seul (Coréia do Sul) - Imagens da Revolta (1998).

Direção Ascendente

2 Produto(s)

Direção Ascendente

2 Produto(s)