0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Estamos captando obras para o próximo Leilão

Product was successfully added to your shopping cart.

Danilo Di Prete

Ano dê 1911 à 1985

Biografia:
Nascido em Pisa, Itália e falecido em São Paulo, iniciou sua carreira aos 20 anos, participando de diversas coletivas na Itália. Durante a II Guerra Mundial, participou do Grupo de Artistas Italianos em Armes, com trabalhos que representavam cenas de Guerra. Findo o conflito, veio para o Brasil, amigo de Francisco Ciccelo Matarazzo Sobrinho, foi quem lhe sugeriu a criação em São Paulo de uma Bienal de Arte, à semelhança de que se fazia em Veneza. Concretizando-se essa sua idéia participou, entre 1951 e 1967, de todas as bienais de São Paulo, tornando nacionalmente conhecido depois que seu quadro Limàµes, conquistou na I Bienal, em 1951, o Prêmio Nacional de Pintura. Di Preti figurou ainda um diversos certames artísticos importantes, dentro e fora do Brasil, como o Salão Nacional de Artes Moderna de 1952, o Salão de Maio Parisiense desse mesmo ano, a XXVI e XXX Bienais de Veneza, em 1950 e 1960 a I Bienal Americana de Córdoba, em 1962 e a Mostra Itinerante Arte Atual Brasileira, que em 1965 percorreu vários países da Europa. A partir da década de 60, seduzido pelo abstracionismo, e após abandonar a bidimensionalidade, encontrou na arte cinética talvez sua mais forte expresSão, utilizando recursos de marceneiro, eletricista, mecânico e ferramenteiro. A meu modo de ver, a arte deve Ter alma, vida e movimento. Hoje me parece que um quadro apenas pintado é um objeto morto numa parede. Pois os meus quadros tem voz, som, urdos, movimentação, eletrônico, vida. Uma arte não só cinética, mas com som também.

Nenhum produto coincide com esta seleção.